É oficial: o vício de viagem é um quadro clínico que existe e que está sendo analisado por psicólogos estudiosos. Enquanto não formos catalogadas como insanas, o melhor mesmo é curtir a adição. Saiba quais são os sinais de que você não só ama a estrada como a transformou no seu estilo de vida.


 

1 – Você é mais feliz quando está viajando.

2 - No fim de cada viagem você já está planejando a próxima.

3 – Você tem várias histórias que começam assim “Uma vez eu estava no ___(inserir cidade no exterior)__ e daí...”

4 – Trabalhar fechada num escritório faz você se sentir numa prisão e a sua mesa de trabalho está decorada com fotos exóticas, um globo terrestre, cartões postais…

5 – Você sente uma enorme alegria quando compra tickets aéreos.

6 – Cada vez que você ouve alguém falar sobre um destino onde você ainda não esteve, precisa esconder uma pontinha de inveja enquanto começa a se imaginar nesse lugar.
 

Mais lidas:
"Uma vez fui viajar e não voltei" 
Por que viajar é bom para o currículo 
Que tipo de viajante você é?
 

7 – Você soma recordes pessoais: aquela vez que você fez a mala em seis minutos e meio, aquela vez que você escalou uma montanha de dois mil metros, a outra que você decidiu viajar
meia hora antes de partir…

8 – Você faz conversões monetárias de tudo o que você compra e não raras vezes compara preços que viu em outras cidades (“Em Nova York, um pote de Nutella custa bem menos!”). 

9 – Você criou rotinas de aeroporto: já sabe o que vai comprar, onde vai parar para comer, quais os oficiais da alfândega a evitar, passa a segurança no piloto automático...

10 – Você fica um pouco ansiosa quando não tem a próxima viagem programada.

11 – Você nunca desfaz totalmente a mala ou tem sempre a nécessaire de viagem já pronta para colocar na bagagem.

12 – Você trabalha para poder viajar.

13 – Você tem pequenas quantias de dinheiro em várias moedas diferentes.

14 – Você consome tudo o que seja relacionado com viagens: sites (a Mulher Viajante!), guias, livros, filmes, programas de TV...

15 – Você virou agente de viagens de plantão: é a primeira pessoa que seus amigos ligam para pedir dicas.

 

Você é realmente viciada em viagens?

Algumas pessoas demonstram quadros de depressão quando não estão viajando, desespero na hora da volta, impossibilidade de manter relacionamentos sociais ou uma vida profissional estável por vício de viajar. Se os sintomas forem curtos ou esporádicos, não há que se preocupar. Mas se eles se prolongarem, talvez você esteja precisando de ajuda.

“Chamado de Ecdemomania, também conhecido como ‘Síndrome do Mochileiro’, este vício apresenta algumas alterações de comportamento que merecem atenção”, explica a psicóloga Samira Elias, especialista na área Clínica. “Se você sente que a sua vida está fora de controle, que você se coloca em perigo para poder viajar, gasta compulsivamente para manter esse estilo de vida – ao ponto de prejudicar as suas finanças e de seus familiares ou amigos -, e a sua vida emocional depende dessa atividade, com frequentes altos e baixos associados às viagens, é importante procurar ajuda para lidar com isso.”

Comentários

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <p> <iframe>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Gmap

  • Insert Google Map macro.