Por: Natasha Sá Osório

Navegar o rio Douro em um veleiro é uma oportunidade rara. Afinal, quantos destes barcos haverá por lá? Bulindo mansamente, as encostas do vale esculpidas em socalcos ganham um toque de glamour. Mas o grande diferencial do Douro-à-Vela é poder traçar o roteiro do seu próprio jeito – e apenas com a sua cara metade, família ou amigos. 

A embarcação Libertus é reservada para passeios privados e uma van de seis lugares faz o transfer e percursos terrestres entre atrações. Assim, é possível participar de um dos programas já elaborados pela companhia ou bolar o seu próprio. 

O guia local em terra é o Rui, um poliglota que conhece o Douro como a palma da mão e conta histórias fascinantes em português, inglês, francês ou espanhol. Já quem comanda o leme é o simpático António (foto embaixo), que permite governar o barco e ainda empresta seu chapéu de capitão para tirar fotos – a criançada adora e os adultos também.    

Mais lidas:Antonio Pinto do Douro-à-Vela
Turismo no Douro: tudo o que você precisa saber antes de ir
Pousadas no Douro: casas de turismo rural
5 motivos para amar Portugal 

Se for com a família ou amigos (até 12 pessoas), um piquenique a bordo com comidas regionais é a pedida. O veleiro bole por 20 quilômetros, entre o cais de Folgosa do Douro e Pinhão. Os passeios mais simples duram de uma a três horas; os mais elaborados são de dois a cinco dias, combinando a experiência de velejar com visitas guiadas a quintas produtoras de vinho e outras atrações locais. Se você quiser, Rui pode dar suas próprias sugestões de bons lugares para visitar.

Mas para quem busca um passeio a dois, a história é outra. O programa é navegar durante o pôr do sol, tomando champanhe, antes de um romântico jantar a bordo servido pelo prestigiado restaurante DOC, do chef Rui Paula. Depois, você pode pernoitar em um dos hotéis maravilhosos da região, sugeridos pelo Douro-à-Vela, ou optar por passar a noite no barco mesmo. O Delher de 10,5 metros tem dois quartos, sala, cozinha e banheiro, além do espaço de lazer, no exterior. A ducha e o café da manhã, porém, são toveleiromados no hotel em frente ao cais.

Veja mais fotos da experiência na galeria embaixo. Confira neste link outras opções de cruzeiros no Douro e as várias modalidades de passeio.

Dica esperta: de carro, o cais de Folgosa do Douro fica 10 minutos depois da Barragem de Bagauste, na estrada N222. Contudo, se puder, prefira viajar com o transfer do Douro-à-Vela, já que, durante o percurso, você terá o prazer de conhecer a fundo a história da região.

 
Douro-à-Vela
: o pa
sseio exclusivo de veleiro com transfer custa a partir de 150 €, por pessoa. Passeio de van (seis lugares) pelo Douro sai a partir de 100 €, por pessoa. Veja a brochura indicativa dos diferentes programas e preços (.pdf). Reservas e informações através do site, e-mail (info@douro-a-vela.pt) ou tel.: (+351) 91 8793792.

Fotos: Natasha Sá Osório e divulgação Douro-à-Vela.




ESTE NÃO É UM CONTEÚDO PUBLICITÁRIO OU PUBLIEDITORIAL. As opiniões aqui citadas são pessoais da editora que experimentou o Douro-à-Vela para benefício exclusivo das leitoras. Confie no que lê na revista online Mulher Viajante.

Comentários

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <p> <iframe>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Gmap

  • Insert Google Map macro.